Dança de Salão

Bem-vindo ao nosso site

Se Dançar é uma arte, faça de seus movimentos a arte de dançar. 

 

A Academia Pedrinho Alves possui ótimo espaço físico com dois salões, wc feminino e masculino, vestiário e lanchonete. TUDO PARA MELHOR ATENDÊ-LO. Os excelentes profissionais da Academia farão de suas aulas um grande momento de aprendizado e lazer.

Não perca tempo e venha nos conhecer!


 

Loja bazar no mês de abril 

 Aqui você também encontra diversos itens voltados para a dança como:

   -Sandálias

   -Sapatos

   -Tênis

   -Roupas de dança: NOVAS E USADAS QUE SERVIRÃO PARA SEU ESPETÁCULO, OU NO DIA A DIA. VISITE- NOS.

PREÇOS BARATÍSSIMOS.

Entre outras peças de qualidade que estarão a venda para servi-lo.

______________________________________________________________________________________________________________________________________

AGRADECIMENTO

A Academia Pedrinho Alves agradece a colaboração de todos os alunos que nos ajudam, sempre oferecendo o melhor de si e proporcionando a academia um ambiente agradável onde possamos aprender a dançar com muita harmonia e alegria. Durante esses 24 anos de existência, a academia jamais esqueceu de cada um deles. obrigado a todos e receba um bj em seus corações. Pedrinho

 

 

 

Missão e Visão

- Missão

"Através do poder da Dança, proporcionar uma atividade prazerosa e descontraida, contribuindo para a saúde e bem-estar dos alunos"

 

-Visão

"Ser referência no Estado do Rio de Janeiro como Academia de Dança de Salão, que combina qualidade, profissionalismo e excelência em atendimento."

Benefícios da dança

- elevação da autoestima;

- auxílio no combate ao stress e à depressão;

- facilidade de interagir em eventos;

- acabar com a timidez;

- relaxamento;

- capacidade de equilibrar a mente e o corpo;

Entre outros benefícios.

 

SÓ A TÉCNICA RESOLVE 

  Aprender dezenas de passos faz parte da ansiedade do aluno iniciante em dança, em qualquer modalidade, alguns chegam a contar, declarando com orgulho a quantidade. Só o tempo nos leva a entender que isso é bem menos importante do que aprender fundamentos técnicos. Sem os quais nenhum passo será bem aplicado. Comparando, seria como desejar falar outro idioma sem estudar gramática. A pessoa falaria sempre mal. O fundamento técnico é a gramática da dança. Ferramenta que muda tudo, o perceptivo e o imperceptível.

  O que seria isso? Vamos lá, com alguns exemplos: aprender como caminhar e pisar, impulsão, torçoes e dissociação, uso do tônus muscular, conceitos de indução e condução, tempo musical e uso de pausas, giros e inversão de direção. Tem muita coisa! Diferente de passo, a técnica nem sempre é visível, mas seu efeito sim. Em palavras bem simples, é a técnica que nos dá os segredinhos para dançar bem e bonito. Ela facilita o aprendizado de novos passos. E, sem ela, o baile nunca perde aquela cara de aula, com tudo marcadinho e forçado. Mesmo passos conhecidos e previsíveis ficam bonitos quando bem aplicados com técnica. Uma simples colocação de joelho, por exemplo, pode fazer a diferença.

  O que se vê nos bailes é uma profusão de passos aleatórios, sem conexão com a música e sua proposta emocional. Essa loucura despreza as pausas. Poucos casais deslizam no tempo musical, com o tônus muscular bem aferido pela emoção, procurando  trocar a overdose de movimentos pela limpeza, esta sim responsável pela beleza. Até bons dançarinos sucumbem ao impulso do exagero. Fica muito explicita a intenção de impressionar, tirando a graça e causando rejeição.

Alguns confundem fluência com correria. Não percebem que a dança cresce é na simplicidade, que é só aparente. O segredo dos grandes artistas de shows é que dançam como se aquilo fosse sem esforço e sem grande concentração. Fred Astaire sintetizou tudo na frase " tem que parecer que é facil". Tinha razão! Ao ver seus filmes, todos nós ficamos com a impressão de que seríamos capazes de dançar como ele. Ok, tente! Mas na frente do espelho, para perceber a caricatura.

 Tudo isso se corrige com técnica, limpando cada vez mais os movimentos. A danca cresce, sem forcar a barra, e ganha olhares admirados.

 Isso não que dizer que não se deva ter modelos estéticos. Acho interessante ser fã de carteirinha de determinados dancarinos e bailarinos, buscando neles elementos para sua própria linguagem em dança.

 O belo será sempre: expresse  sua própria personalidade, respeitando as caracteristicas e possibilidades do seu corpo. Por exemplo, quem malha muito com pesos em academia de ginástica não poderá aspirar ombros leves e soltos numa salsa ou zouk. Assim como quadril excessivamente solto não ajuda o tango.

 Para dançar precisamos primeiro conhecer nosso próprio corpo e do que será capaz.

 Pouca estatura ajuda muito na dança e na ginástica, em decorrência do forte centro de gravidade. Mas não ajuda no ballroom todo alongado e feito para pessoas altas.

 Cabe pensar até no figurino que melhor se encaixe em cada corpo. Sao percepções indispensáveis na hora de se escolher a modalidade dos nossos sonhos. Por sorte, a maioria serve a todos os corpos.

Dançar bem é um processo longo, demorado e paciente. E acima de tudo exaustivo. Exceto em raros casos de talentos excepcionais e acima da média. No tango, por exemplo, o dançarino comeca a deslamchar a partir dos dez anos, ou mais, de prática constante e intensiva. 

 

Contato

Academia Pedrinho Alves

pedrinhoads@yahoo.com.br

Rua do Imperador 840 Sobrado, Petrópolis - RJ, CEP 25620-001, Brasil

(24) 99223-0303
(24) 2243.0170

Pesquisar no site

 

  

 

 

 

© 2011 Todos os direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode